Será necessária uma desigualdade tão grande?

Este texto do Paul Krugman (Será necessária uma desigualdade tão grande?) também foi publicado no El País, e, como vejo colunas do Paul Krugman frequentemente em nossos canais de comunicação, resolvi pesquisar pelo mesmo artigo em português e o encontrei no Blog UOL. Ambos foram publicados em 15 de janeiro deste ano. Assim, ficarei mais atenta para os próximos, para poder compartilhar trechos dos textos em português, quando houver.

Paul Krugman é economista estadunidense e ganhou o Prêmio Nobel de Economia em 2008.

Trechos interessantes:

Quão ricos devem ser os ricos? Esta não é uma pergunta à toa. Pode-se dizer que a política norte-americana substancialmente gira em torno deste tema. Os liberais querem aumentar os impostos sobre as rendas mais altas e usar o arrecadado para fortalecer a rede de segurança social; os conservadores querem fazer o contrário, alegando que as políticas que taxam os ricos prejudicam todo mundo, pois reduzem os incentivos para se gerar riqueza.”

“Obama acabou presidindo o maior crescimento do emprego desde os anos 1990. Será que, ainda assim, haja algo a favor de uma grande desigualdade, no longo prazo? Não vai ser surpresa saber que muitos membros da elite econômica acreditam que sim. Tampouco será surpresa saber que eu discordo, que acredito que a economia pode florescer com muito menos concentração de renda e riqueza no topo. Mas por que eu acredito nisso?”

“A verdadeira questão, de qualquer forma, é se podemos redistribuir para outros fins algumas das receitas que atualmente vão para muito poucos da elite, sem prejudicar o progresso econômico”

“Não diga que a redistribuição é inerentemente errada. Mesmo que os rendimentos elevados refletissem perfeitamente a produtividade, resultados de mercado não são uma justificação moral.”

“Então, voltando à minha pergunta original: não, os ricos não precisam ser tão ricos quanto são. A desigualdade é inevitável; a grande desigualdade dos EUA de hoje, não.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *